segunda-feira, 18 de julho de 2016

Exploração

Olá
Faz um tempinho que não venho aqui...
Na verdade não estou vivendo uma fase boa,  mas como o tempo está passando muito rápido prefiro ignorar os percalços da vida e seguir em frente com as coisas que são positivas. ..
Me sinto explorada, explorada por todos com quem convivo. Encaro que nem sempre a exploração seja financeira...Todos eles querem que faça as coisas, mas na hora de fazerem para mim não podem...Desde que meu netinho nasceu observo. ..Fiz o que fiz, o que estava no meu alcance e a criatura foi embora e não disse nem um "muito obrigada "...
Ainda outro dia falando com a filha  menor ela me disse assim:  "será que não tenho direito as minhas férias,  fui uma boa aluna"... E começou a citar nomes de moças e rapazes que fazem faculdade e têm a mesma idade dela. Só que os outros não têm uma filha. ..É aí que me sinto explorada. Tenho certa idade, todos os dias acordo com dores, dores que ao longo do dia graças a Deus diminuem. Essa pessoa não lava um garfo ou faca na pia da minha cozinha. Também fui jovem e nunca aproveitei um verão e até hoje gosto de passeios campestres. ..Não gosto da agitação das férias, isso detesto! Mas será que não tenho direitos?
O pior é que a pessoa não coloca numa boa. Coloca cobrando.  Impõe a voz. Imposição de voz é  coisa séria.  Dependendo do grau de sua entoação de voz a pessoa pode te dizer muitas coisas. Nesse dia parecia até que era ela que sustentava a casa! Nesse momento me sinto explorada.
Só que não pára por aí,  tenho uma moça que faz as minhas faxinas, este emprego dela não é o principal. ..Sei que a mim não me deve explicações,  mas no outro sim, afinal é um contrato entre empregador e empregado.  Daí a pessoa viaja e nem sequer diz quando volta...Não se sabe se vai passar cinco, dez ou quinze dias...Volto a dizer se não quisesse dizer para mim que dissesse para minha mãe que é a empregadora verdadeira.  Mais uma vez me sinto explorada!
Exploração por parte do marido nem se fala, são inúmeras, este sai sozinho para onde quer e ainda teve a coragem de dizer que só não vai mais longe porque não tem carro...E quando convido para algum passeio que com certeza eu iria gostar ele não quer ir como no último que fiz com amigos para ajuruteua ... Ou seja, para mim nunca nada! Esta pessoa que não dá nada em casa, seu dinheiro é  somente para si se acha no direito de ficar de cara feia, de mal humor, bebe e se ficar calado ainda é bom, mas se der para implicar, aí já é duro. Cadê paz em casa? Acredito que o lar da gente seja o lar mesmo, aquele espaço gostoso onde merecemos paz. Paz em primeiro lugar. Foi o que não tive há oito dias... A bebida ou droga ou seja o diabo que ele usou e chegou em casa tirando a minha paz...Respirei fundo, fiz umas orações, tomei um banho, tomei um medicamento e fui dormir. ..Na segunda feira fui ter um papo reto, ameacei, orientei, conversei e desde então está metido a bonzinho. ..Sempre digo essa pessoa parece que são dois...Bipolar???Será?
Tenho algumas amigas com quem compartilho momentos alegres, são poucas pessoas, mas são leais  (Graças a Deus), mas, elas têm vida diferente da minha,  ocupações diferentes,  as vezes é difícil conciliar,  patamar financeiro diferente,  as vezes quero fazer uma programação com alguma delas e nunca dá  certo por conta da vida de cada uma. São pessoas que não me exploram em sentido nenhum até porque canto  o bê a bá logo de início! !! Mas fico muito limitada!

Sei que nada como um dia após o outro e sou uma pessoa de muita fé. ..Aprendo a ser feliz  com aquilo que tenho é tenho conseguido. ..Faço de pequenos momentos coisas inesquecíveis. ..Sou uma artista nisso...Tudo tem uma história na minha vida...E Vou vivendo. ..Nada nem ninguém controla nossa felicidade. ..Nos é que temos que fazer a nossa história! !!

Bom dia a todos que passarem por aqui!!!

Um comentário:

  1. Oi!
    Estamos em um mundo assim mesmo, todas as pessoas recebem ingratidão todos os dias, o mais duro é receber de pessoas chegadas da família.Mas também deixamos nos levar e por isso sofremos se fosses mais rígida com filhos e marido a coisa era diferente.Nao leves a mal é só o que acho.

    ResponderExcluir

Prezados leitores,
Sou partidária do pensamento de que o poder de criticidade ajuda o outro a melhorar, a crescer, bem como também sou a favor do trabalho em equipe. Penso que duas ou mais cabeças sempre pensam melhor...Por isso aceito críticas, sugestões, manifestações, entretanto, desejo que o façam de modo educado, com ética e respeito ao próximo...Não vedarei os comentários porque quero acima de tudo transparência, mas, desejo que as pessoas deixem aqui a sua identificação, grata...Patrícia Ventura.